Equipe Cirúrgica

Equipe Cirúrgica

BannerCirurgica

A equipe cirúrgica é formada por um grupo de profissionais habilitados e capacitados para trabalharem juntos e harmonicamente. Cada profissional possui sua respectiva competência para desenvolver sua função ao longo de todo o procedimento cirúrgico. Lembrando que o tamanho da equipe pode variar de acordo com o tipo e a complexidade da cirurgia.

A cirurgia é uma alteração anatômica do organismo humano, previamente planejada, com a finalidade de aliviar ou retirar algum processo patológico. Devemos sempre lembrar que durante seu decurso o paciente está totalmente entregue à equipe cirúrgica, sentindo-se temeroso e inseguro.

Por isso, é necessário respeitá-lo, evitando comentários e considerações desnecessárias, ainda que ele esteja anestesiado. Adotar uma medida para benefícios de tranquilizar o paciente tornará o procedimento cirúrgico e o processo de recuperação pós-operatório mais rápido e tranquilo.


Quais profissionais compõem a equipe cirúrgica e quais são as suas funções?


Cirurgiã ou cirurgião chefe

É da competência do mesmo planejar e executar o ato cirúrgico, comandar e manter a ordem no campo operatório;

Cirurgiã ou cirurgião assistente

Tem o melhor acesso ao órgão que será operado, ou tem como dever dar o melhor acesso ao cirurgião principal. Faz incisões e suturas, corta fios e afasta órgãos para facilitar a intervenção. Ajuda o cirurgião em todos os passos. Em alguns procedimentos utiliza-se dois assistentes.

Instrumentador(a) cirúrgico

É responsável por fornecer e controlar os materiais que o cirurgião e seu assistente necessitam para o procedimento cirúrgico.

Anestesista

Cabe a ele(a) a escolha e a execução da melhor anestesia para cada caso. Planejar e executar a assistência pré-operatória, controlando as condições clínicas durante o ato anestésico.

Após a cirurgia, é de sua responsabilidade assistir o paciente na sala de recuperação pós-anestésica.

Circulante ou profissional de enfermagem de sala

Cabe a este o pronto e eficiente atendimento às solicitações da equipe, fornecendo suporte o todos (anestesista, instrumentador, cirurgião e assistente).


O que a Equipe Cirúrgica deve saber?

  • Não usar adornos como anéis, brincos e relógios;
  • Utilizar óculos de proteção e máscara cirúrgica durante todo o procedimento;
  • Não esquecer de perguntar quais os fios que serão usados no procedimento;
  • Não encostar em qualquer local estéril depois de paramentado;
  • Não elevar as mãos próximo ao rosto ou abaixo da cintura;
  • Utilizar os EPI’s necessários para proteção no procedimento.

O que a Equipe Cirúrgica deve fazer?

  • Não dar as costas para os campos do paciente ou para mesa e pacotes estéreis abertos;
  • Manter os instrumentos limpos, organizados nos seus devidos lugares;
  • A pinça de antissepsia não deverá voltar para a mesa do instrumental;
  • Retirar sempre o material deixado em cima do paciente e separar todo material perfurocortante utilizado ao final da cirurgia;
  • Quando for utilizar o álcool ou tintura de benjoim solicitar ao circulante para desligar o bisturi elétrico.

Paramentação cirúrgica descartável

O uso da paramentação cirúrgica descartável tem como finalidade a formação de uma barreira microbiológica contra penetração de microorganismos no sítio cirúrgico do paciente, oriundos dele mesmo, dos profissionais, materiais, equipamentos e ar ambiente.

Antes de iniciar a paramentação e inserir os EPIs necessários, lave as mãos com água e sabão ou higienize com solução alcoólica 70%.

Os EPIs da paramentação cirúrgica descartável são:

Os EPIs (Equipamento de Proteção Individual) protegem diretamente o corpo do profissional, no sentido de evitar riscos de contaminações e de acidentes, já os EPCs (Equipamento de Proteção Coletiva) visam alertar para os cuidados necessários diante dos riscos presentes no centro cirúrgico.

Vale ressaltar, que, devido às doenças transmissíveis por substâncias orgânicas dos pacientes como por exemplo, a Aids e a Hepatite B, adicionou-se o uso de óculos ou máscaras protetoras dos olhos como EPIs, componentes da paramentação cirúrgica descartável.


en-us